Davi ValukasHistóriaJornalismoMovimento RevolucionárioNotíciasTerrorismo

Jornal sueco muda o nome do Natal para agradar muçulmanos

Segundo o site Jihad Watch, especializado na cobertura de casos de terrorismo islâmico no Ocidente, parte da imprensa da Suécia decidiu trocar o nome do Natal para “winter celebration” (celebração de inverno). O motivo de tal decisão estaria ligado à segurança, pois a medida não ofenderia os muçulmanos e evitaria ataques jihadistas.

Não obstante tal decisão, algumas cidades estão utilizando elementos típicos da tradição islâmica na decoração das ruas. Em anos anteriores, autoridades locais chegaram a proibir a tradicional iluminação natalina sob o mesmo pretexto.

Ao noticiar o caso e dizer pelo Twitter que “o politicamente correto foi longe demais”, um jornal local foi censurado pela rede social. Além de sofrer uma devastação cultural e religiosa, querem que façamos isso calados! Uma verdadeira tragédia progressista, multiculturalista e politicamente correta.

Tags
Ver mais

Davi Valukas

Davi Samuel Valukas Lopes nasceu no dia 06 de setembro de 1985, na cidade de Araraquara, no interior paulista. Filho de um trombonista, começou os estudos musicais no saxofone em 1996 na Congregação Cristã no Brasil, onde toca até os dias de hoje. Tornou-se instrutor musical na mesma igreja no ano de 2002, até o ano de 2016. Estudou piano clássico por quatro anos e guitarra blues por um ano. Ministrou oficinas de musicalização de 2009 a 2012 pela Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara. Foi um dos fundadores de um projeto de musicalização infantil na periferia da cidade, no Jd. das Hortências, chamado Família Afro Son. Trabalhou na composição e interpretação da trilha sonora de espetáculos de dança junto com outros músicos de Araraquara. Mudou-se para Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em 2012. Na cidade, ministrou aulas de saxofone e teoria musical, tocou um ano e meio na Jazz Band Ladário Teixeira e atua desde 2016 na área de Treinamento e Educação Corporativa. Monarquista convicto, é co-fundador do Círculo Monárquico de Uberlândia. É graduado em Gestão de Recursos Humanos.

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Puta que pariu! Cada vez mais islâmico, este povo nojento,neurótico, vitimista e violento. Vão se foder! Deveriam voltar pra o deserto de onde vieram. Maldito governo comunista que deu abertura pra a invasão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar