CulturaDavi ValukasEducaçãoEm Defesa do OcidenteLinguísticaLiteraturaMovimento Revolucionário

Nota sobre os danos do Positivismo na Educação brasileira

Como a tecnocracia abriu caminho para o marxismo cultural

Um dos grandes erros do Governo Militar está no campo da Educação. Até 1971, o currículo escolar, desde o primário, era mesclado entre disciplinas advindas da Educação Clássica, como Latim, Francês e Canto Orfeônico, e disciplinas científicas, como Estudos Sociais e Ciências Naturais. Em 71, o General Emílio Garrastazu Médici instituiu as Diretrizes e Bases para o Ensino do 1º e 2º Graus (Lei 5692/71), inspirada pelo Positivismo e pela Tecnocracia, com enfoque profissionalizante. Os traços clássicos, que são as disciplinas que carregam toda a tradição ocidental acumulada em séculos de estudos, foram deixados de lado, como coisa inútil à formação de mão-de-obra. Isso demonstra como o Positivismo agiu como um vírus que destrói a imunidade de uma nação, abrindo alas para o Marxismo Cultural!

Tags
Ver mais

Davi Valukas

Davi Samuel Valukas Lopes nasceu no dia 06 de setembro de 1985, na cidade de Araraquara, no interior paulista. Filho de um trombonista, começou os estudos musicais no saxofone em 1996 na Congregação Cristã no Brasil, onde toca até os dias de hoje. Tornou-se instrutor musical na mesma igreja no ano de 2002, até o ano de 2016. Estudou piano clássico por quatro anos e guitarra blues por um ano. Ministrou oficinas de musicalização de 2009 a 2012 pela Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara. Foi um dos fundadores de um projeto de musicalização infantil na periferia da cidade, no Jd. das Hortências, chamado Família Afro Son. Trabalhou na composição e interpretação da trilha sonora de espetáculos de dança junto com outros músicos de Araraquara. Mudou-se para Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em 2012. Na cidade, ministrou aulas de saxofone e teoria musical, tocou um ano e meio na Jazz Band Ladário Teixeira e atua desde 2016 na área de Treinamento e Educação Corporativa. Monarquista convicto, é co-fundador do Círculo Monárquico de Uberlândia. É graduado em Gestão de Recursos Humanos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar